Uma Manhã De Verão

Há coisas que ficam na lembrança não se sabe bem porquê.

Era um verão escaldante, mas naquele dia o sol entrava pela janela junto com uma brisa suave, iluminando o outro lado do quarto delicadamente, tornando o despertar muito agradável.
Era manhã adiantada e, apesar do meu contentamento momentâneo, me senti extenuado, o que ajudou a refrescar a memória.

Criança pequena ainda, estava frustrado e angustiado, pois, apesar dos meus veementes protestos, ainda ficaria mais alguns dias de repouso antes de me encontrar com meus primos na casa de praia da família.

Recordo-me então, em flashes, do sofrimento de alguns dias antes, da febre inebriante, do calor insuportável, do congestionamento na velha Anchieta e, acima de tudo, do Porchat assumindo o controle, dizendo: “Esse menino precisa de um médico. Vamos voltar.”

E, de fato, estava padecendo de severa desidratação, um problema sério naqueles tempos e naquele verão em particular, tanto que me rendeu um ou dois dias de internação hospitalar. O Porchat provavelmente salvou minha vida, e nunca me ocorreu agradecê-lo.

Aquele dia, aquela manhã e aquele despertar marcaram minha vida, pois deles sempre me recordo. Aquele poderia ter sido um lindo dia para morrer.

Foi, no entanto, um lindo dia para começar a crescer, amadurecer e com sorte envelhecer, para aproveitar o melhor que a vida pode oferecer: bons amigos, a vida em família, um grande e verdadeiro amor, filhos dos quais se orgulhar, enfim, todos os valores perenes e gratificantes.

A dor? Ora, a dor.

Em suas diversas facetas e suas reiteradas aparições, é o preço que se paga pela grande oportunidade que é viver.

Marcos Bittencourt

Como Procurador do Estado de São Paulo, entre 1989 e 1997, atuou na Procuradoria Fiscal, em setor encarregado da defesa dos interesses fazendários nas ações de conhecimento (ICMS, IPVA, etc.) movidas em face do Estado de São Paulo. Entre 1998 e 2004, atuou na Procuradoria Judicial e na Procuradoria Regional de Campinas. Após 2004, experiência como autônomo e em escritório de médio porte, na área cível em geral (contratos, imobiliário, família, consumidor etc.). Capacitado como mediador judicial.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *